http://www.sesc-rs.com.br/festival/
  • Eu protesto com maturidade

    Egídio Pizarro

    Maio é o mês das noivas, das mães e de Maria. É um mês econômico para quem noivar com uma mãe chamada Maria. Neste ano, maio também foi o mês de intensas manifestações às vésperas da Copa do Mundo, principalmente em Recife, São Paulo e Rio de Janeiro.

    Em Recife a coisa parece ter sido mais séria, porque as manifestações vieram logo depois de uma greve da polícia militar de Pernambuco. O resultado foi um sem-número de lojas saqueadas, pessoas assaltadas e outras excentricidades acontecendo. Não dá pra dizer que não é uma manifestação: os saqueadores, assim como os manifestantes, também estão querendo melhorias - no caso deles, em suas próprias casas. Acho também que os saqueadores são a prova de que esse negócio de "não vai ter Copa" é balela. Vai ter Copa sim. Tanto que eles já trataram de arranjar televisões imensas para assistir aos jogos do torneio.

    Segundo as últimas notícias, a PM pernambucana decidiu encerrar a greve. Também, pudera: com a onda de saques na capital do Estado, era capaz dos saqueadores se adonarem dos cassetetes dos policiais, que assim ficariam desprotegidos em caso de greve dos professores.

    Mas acho que o caso mais impressionante se deu em São Paulo. Bandidos, bárbaros e vândalos se disfarçaram de manifestantes para queimar álbuns de figurinhas da Copa do Mundo. E ainda tiveram a pachorra de fazer isso como "forma de protesto"! Uma barbaridade dessas como forma de protesto é inadmissível! Esses caras não pensam nos coleguinhas que economizam o dinheiro do lanche para comprar figurinhas?

    É evidente que esta vil atitude teve consequências graves. A turma da 4ª série de um colégio próximo à minha casa está inconsolável. Em solidariedade a eles, eu não faço o tema de casa há 2 dias.

    Minha solidariedade não parou aí: depois que soube que black blocs queimaram álbuns de figurinhas da Copa, contei tudo para a tia que cuida do recreio, que me prometeu que vai acionar a tia do Setor de Orientação Educacional - o SOE nunca falha. Tenho certeza que, depois disso, cada black bloc vai levar um bilhetinho na agenda para os pais assinarem. Espero que eles fiquem sem recreio por 1 semana, no mínimo! Quero só ver com que cara eles vão merendar.

    O problema é se eles souberem que fui eu que delatei eles. Tenho muito medo disso! Black blocs que queimam álbuns de figurinhas da Copa são famosos por esperar seus desafetos na hora da saída. Espero conseguir correr mais que eles. E olha que é difícil correr e gritar "sem violência!" ao mesmo tempo. Nunca fui bom em Educação Física.

    Se eles me alcançarem, já bolei uma desculpa do tipo "puxa-saco" para tentar livrar minha pele.

    - Ei, eu entendo vocês! Eu também ficaria muito brabo se tirasse a figurinha do Robinho.


    Egídio Pizarro é formado em História e cursa Jornalismo.

    Produz um blog: http://eagoramane.blogspot.com


  • http://www.livrariamundial.com.br/

    Servidores aprovam 'indicativo de greve'

    Do site do Simp

    Reunidos em assembleia geral realizada na tarde desta sexta-feira (16) os municipários aprovaram indicativo de greve, além de paralisações e mobilizações para a próxima semana. Conforme a presidente do Sindicato dos Municipários, Tatiane Lopes Rodrigues, a decisão foi tomada diante da falta de avanços nas propostas por parte do Executivo. “A reunião realizada na quinta-feira não teve qualquer melhora nos índices apresentados pela Prefeitura”, critica Tatiane.

    Além do indicativo de greve, os municipários aprovaram paralisação nos três dias, nos três turnos, nas próximas quarta, quinta e sexta-feiras, com as seguintes atividades:

    - quarta-feira (dia 21): 9h, concentração e mobilização na Câmara de Vereadores, para solicitar o apoio do legislativo às reivindicações, com o trancamento da pauta de votações de todo e qualquer projeto de lei de iniciativa do Executivo até o final das negociações entre o Simp e a Prefeitura, além da formação de uma comissão de vereadores para tentar avançar nas propostas com base no orçamento aprovado;

    - quinta-feira (dia 22): mobilização em frente à Prefeitura, a partir das 14 horas, com o fechamento da rua e a busca de nova reunião de negociação, desta vez também com a presença da comissão de vereadores;

    - sexta-feira (dia 23): grande marcha dos municipários, convidando os servidores do Sanep, que estarão em greve, e da Eterpel, que deliberará quanto a deflagração da greve na assembleia da próxima quinta-feira (22). A concentração será no altar da pátria, às 14h30min, e saída às 15 horas, com itinerário a ser definido;

    - segunda-feira (26): assembleia geral da categoria pela manhã, com primeira chamada às 9h30min e segunda às 10h, para avaliação e deliberação dos rumos do movimento bem como quanto ao indicativo de greve.

    LEIA MAIS: 1) Há algo de Tom e Jerry na relação entre servidores e prefeituras | 2) Leite faz melhor proposta possível a servidores | 3) Vice-prefeita diz que suspeita de privatização do Sanep é mentira sem fundamento

  • Leite pretende instalar Centro Administrativo no prédio inacabado do shopping Praça XV

    Da Redação

    O prefeito Eduardo Leite informou na manhã desta sexta (16) que pretende reunir o Centro Administrativo da Prefeitura no prédio do shopping Praça XV, aglutinando num só local todas as repartições municipais, que hoje, espalhadas, geram custo mensal com aluguéis de cerca de R$ 200 mil. 

    O shopping Praça XV, que há 15 anos permanece inacabado, após a falência da construtora Cinco Construções, fica no entorno da Praça Coronel Pedro Osório, próximo do prédio-sede da Prefeitura e da Biblioteca Pelotense. 

    As duas únicas partes do prédio inacabado que "funcionam", hoje, são o térreo, ocupado por agência bancária (HSBC), e o estacionamento. 

    O espigão é uma "cicatriz na Princesa", define o prefeito.

    DESAPROPRIAÇÃO - Leite explicou que a proposta é de desapropriação do prédio por meio de Parceria Público Privada (PPP). A Prefeitura não gastará dinheiro com a desapropriação, que será definida por preço de outorga. Os custos ficarão por conta da empresa ou consórcio que vier (em) a vencer a licitação.

  • Tom e Jerry são metáfora de conflito entre prefeitura e servidor, que paralisa atividades mais uma vez

    Rubens Filho

    A campanha salarial dos servidores de Pelotas, na maioria professores, parece um pouco aquela animação Tom e Jerry, que lotava os cinemas da infância com projeções em technicolor. Embora persiga o ratinho Jerry, o gato Tom nunca o devora. A história se presta a analogias, incluindo a paralisação desta quarta (14), comandada pelo Sindicato dos Municipários (Simp), que teve adesão parcial. No caso deste artigo, a metáfora se restringe à essência da animação - a perseguição permanente de Jerry por Tom. Ao entrar no cinema, a gente já sabia o começo, o meio e o fim da história. Mesmo assim, entrava.

  • Nosso Mercado das Pulgas estreia em 31 de maio

    Quiosque do Mercado das Pulgas em Buenos Aires

    A partir de 31 de Maio próximo Pelotas terá seu próprio Mercado de Pulgas, primeira edição. A exposição comercial de antiguidades será realizada todos os sábados, das 10h às 17h, no Largo do Mercado Central, pelas ruas Lobo da Costa e XV de Novembro. Quinze antiquários e donos de sebo, convocados pela Prefeitura para debater a realização do evento, aceitaram participar.

    A expectativa é de que a feira atraia compradores habituais e colecionadores para artigos de época de uso doméstico, de decoração, obras de arte, produtos culturais e de uso pessoal típicos dos mercados desse tipo. A Secretaria de Cultura (Secult) é apoiadora oficial do evento.

    Outros interessados em expor artigos na feira devem participar da próxima reunião oficial, marcada para o dia 19 de maio, às 17h30, no Bistrô da Secult, na Praça Coronel Pedro Osório, Casarão Dois, na esquina com a rua Lobo da Costa. Nela, será discutida a disposição dos expositores no espaço a partir de uma planta e definida uma comissão representativa dos participantes, para futuras reuniões com a Prefeitura.

    A Prefeitura acredita que o Mercado de Pulgas será um novo atrativo aos  moradores  da cidade, aos turistas. E que sua realização vai contribuir para aumentar o interesses dos consumnidores pelos comércios instalados no Mercado Central, ao lado do local da feira de antiguidades. Aos sábados, o Mercado Central fica aberto das 8h30 às 18h30.

    Mercado das Pulgas em Bruxelas, Bélgica

  • Pelotenses não retiram Bolsa Família. SJSS pesquisa razão e alerta para risco da perda do benefício

    Clésis Crochemore: preocupação com beneficiários do Bolsa Família

    Secretaria de Justiça Social e Segurança de Pelotas, por meio do CadÚnico, informa que existem pagamentos disponíveis do Programa Bolsa Família desde o início de 2014 que não foram pagos porque alguns dos beneficiários não foram sacar o dinheiro na Caixa Econômica Federal.

    Valores "esquecidos" ficam disponíveis por 180 dias na Caixa. Depois desse prazo, o dinheiro retorna aos cofres da União.

  • Falta tutano às "Putinhas Aborteiras"

    Rubens Filho

    O vídeo abaixo rola na internet. Um conjunto musical intitulado "Putinhas Aborteiras" se apresenta na Tevê Educativa (TVE) do Rio Grande do Sul, mantida com impostos pelo governo do Estado. 

    O que a banda mostra vem produzindo reações negativas, alguns protestando que a TV estatal se permita veicular um grupo que incita a violência e verbaliza boçalidades travestidas de "arte". As imagens foram ao ar dia 5 de maio passado.


    Fui um dos que não gostou. Na verdade, achei triste. Aumentou em mim aquela sensação de que "a humanidade está rumando para o precipício". 

  • A Pérola que se transformou em Princesa

    A. F. Monquelat

    Este texto, que tem o compromisso de ser uma introdução ao Histórias de Excluídos em Pelotas, não é um conto, pois aqui sapo não se fará príncipe, senzala e cortiço não se transformarão em palácio e tampouco grilhões, gargalheiras e correntes, ao estalo do chicote qual condão mágico, desaparecerão dos braços, pescoços e pernas dos escravos, e muito menos transformará pobres em barões.Ainda que o título por mim escolhido remeta a pensar que se trate de um conto de fadas, longe e muito longe estará este conteúdo de um daqueles contos nos quais há sempre um final feliz.

    Usei a expressão excluído no título deste livro porque esta expressão, segundo o dicionarista Houaiss, nos informa ter ela datação no século XV, e compreende o sentido de omitido, deixado de fora, o não convidado que é o caso dos meus personagens, os que não fizeram parte da história tradicional da cidade de Pelotas.

    Nosso propósito com o uso dessa aparente metáfora, a Pérola que se transformou em Princesa, é outro. Tem ele a intenção de demonstrar, ainda que de forma sucinta, que ao cognominarem a incipiente cidade de Pelotas de Pérola do Sul, sem que saibamos quem o fez e quando, houve por certo uma analogia com a ostra que guarda em si mesma uma riqueza.

    Capa do novo livro de Monquelat

    Já a denominação de Princesa do Sul pode ser entendida a partir de uma série de fatores, dentre os quais a aplicação de capital oriundo do mundo rural, com destaque para as charqueadas, em certos empreendimentos no urbano, permitindo, assim, que este último caminhasse em direção à modernidade, transformando-o rapidamente em uma mini corte ou, sendo mais preciso, em um pequeno Rio de Janeiro. 

    Daí, podermos dizer que Pelotas tem uma história quase impossível de ser compreendida se não a pensarmos como uma cidade na qual o fator determinante de sua complexa equação foi composto por um conjunto de incógnitas.

    Estas incógnitas, cuja origem primeira vem do mundo atlântico, no decorrer do tempo, já devidamente estabelecidas e adequadas, seguindo padrões socioeconômicos tanto do período colonial quanto do imperial, chegaram ao período republicano sequeladas pelos frutos da escravidão, principalmente de negros oriundos de algumas regiões do continente africano.

  • Ney Matogrosso critica governos do PT em Portugal


    Uma entrevista do cantor Ney Matogrosso criticando os governos do PT, concedida à tevê portuguesa RTV, vem  provocando indignação entre alguns membros e defensores do Partido dos Trabalhadores. Veja acima o trecho mais forte da entrevista. Ney está em Portugal para fazer dois shows pelos 40 anos de carreira. O gancho da entrevista foi sua vida artística, mas a política veio à tona.

  • Leite faz melhor proposta possível a servidores

    Prefeito reunido com integrantes do Simp

    Ao contrário do antecessor, prefeito atual e sua vice tratam - pessoalmente - com os municipários

    Reunidos em assembleia na manhã desta sexta (9),a maioria dos municipários presentes decidiram prosseguir tentando melhorar as proposta da Prefeitura para à data-base da categoria, consideradas insatisfatórias pela plenária.

    Segundo a presidente do Sindicato dos Municipários (Simp), Tatiane Lopes Rodrigues, a categoria decidiu realizar paralisação na próxima quarta (14). O movimento marcou atividades para 10h, na esquina do calçadão da Andrade Neves com Sete de Setembro, com exposição de banner explicando a situação salarial de professores e demais servidores. A partir das 14h, vão se concentrar em frente da Prefeitura. Decidiram ainda por dois outdoor’s na cidade, mostrando, segundo eles, a "realidade salarial vergonhosa dos servidores municipais".

  • Gerdau, infelizmente, está certo. O orgulho gaúcho e pelotense tem âncora no passado, não no presente

    Rubens Filho

    O empresário Jorge Gerdau Johannpeter, 78 anos, rico homem de negócios, barão do aço do Rio Grande do Sul, conselheiro de alcova do governo petista em Brasília desde os tempos de Lula, deu entrevista ao Zero Hora de domingo passado, chamando o gaúcho de “comodista”.

    É fácil ser corajoso com dinheiro no bolso. Mas suas palavras, provocativas, não foram más. Em geral só o que homens de negócio sabem fazer é ganhar dinheiro. Gerdau procurou incomodação em vez da sombra do conforto pessoal.

  • Vice-prefeita diz que "possibilidade de privatização do Sanep" é mentira sem qualquer fundamento

    Paula Mascarenhas
    A vice-prefeita de Pelotas, professora Paula Mascarenhas, disse há pouco ao Amigos, por telefone, que não compreende o motivo do surgimento do assunto "privatização do Sanep".

    O tema apareceu em alguns veículos de imprensa nesta quinta (8), ao ponto de informarem que o vereador Ivan Duarte (PT) trabalha para elaborar projeto de lei que preveja plebiscito (consulta à população) em caso de tentativa do governo de privatizar a autarquia.

    "Não entendo a razão disso, pois absolutamente ninguém no governo nem mesmo no Sanep fala ou considera a possibilidade de privatização da empresa. Nós não temos, em hipótese alguma, esse objetivo".

  • A cena que tornou Paolla Oliveira imortal

<
1...2223242526...183
>